"ENERGIZE!"

http://4.bp.blogspot.com/-QD9566AGsQ8/TarR9PATWpI/AAAAAAAABNg/ZfvB-FRzMus/s1600/star%2Btrek%2Bbeam.jpg


Uma das tecnologias mais interessantes, e particularmente que mais desejaria usufruir, é o teletransporte. Em Star Trek, os integrantes da U.S.S. Enterprise são providos dessa tecnologia e podem visitar planetas ou qualquer espaço próximo à nave sem ter de se locomover. As partículas que compõem cada organismo teletransportado são enviadas para o exterior da nave e reorganizadas de modo a readquirir a configuração original. No local selecionado, as partículas se juntam e surge, como que do nada, os tripulantes teletransportados. É uma ideia fantástica!

Normalmente, a Enterprise fica em órbita e, sem que seja necessário entrar na atmosfera, envia por teletransporte tripulantes para investigar, visitar ou cumprir qualquer outra missão na superfície de um planeta. Em caso de perigo, os tripulantes podem ser teletransportados de volta com rapidez ou a Enterprise pode manter-se distante dos tripulantes enviados, sem ficar à mercê de uma ação hostil.

O que mais me deixa fascinado com esta ficção tecnológica é a ideia de mandar ou trazer coisas em uma velocidade muito grande, quase que instantaneamente. Tão rapidamente que parece que fizemos com que surgissem do nada! (esta ideia também está presente em Hogwarts, nas mesas do Salão Principal, em que a comida aparece como que do nada, mas, na verdade, é como que um "teletransporte mágico" dos elfos).

Tudo isto me fez pensar sobre como a fé atua, ou melhor, como é a ação da fé. Em Romanos 4:16-18 lemos sobre a justificação pela fé e não por obras ou pela obediência à lei; e assim Paulo afirma que a salvação

Por isso procede da fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a descendência; não só à que procede da lei, mas também à que procede da fé que teve Abraão (que é pai de todos nós, como está escrito: Eu te hei constituído pai de muitas nações) diante de Deus, a quem creu, o qual vivifica os mortos e chama as coisas que não são, como se fossem; e em esperança ele creu contra esperança, para que se tornasse pai de muitas nações segundo o que se lhe havia dito: Assim será a tua descendência; (Romanos 4:16-18)

O que me chama a atenção no texto é que o autor, ao se referir a Abraão, o torna semelhante em ação, através da fé, a Deus. Pois ele diz de Deus que é aquele capaz de trazer os mortos de volta a vida e que pode trazer à existência coisas que não existem, e sobre Abraão que ele creu em esperança contra a esperança. Ou seja, também trouxe à existência, pela fé, uma esperança que não existia, como se existisse.

É claro que não se está querendo dizer que Abraão (ou eu e você) somos tão poderosos quanto Deus, capazes de fazer tudo pelo nada. Não. Mas se está querendo dizer que, através da fé, é possível romper com alguns limites, assim como um teletransporte faz. Pela fé, recebemos a salvação de Deus, simplesmente por crermos que Ele é capaz de nos salvar. Pela fé, somos capazes de ser transformados por Deus, simplesmente porque acreditamos que Ele nos transformará. Como um teletransporte, trazemos aquilo que está no mundo espiritual para a nossa existência. Tudo o que é necessário fazer é "ligar" a máquina.

Acredito que muitas coisas em nossa vida são fruto de uma decisão nossa de "ligar" a fé e trazer a ação de Deus para nós. Queremos ter nosso caráter transformado, deixarmos de sermos orgulhosos, presunçosos, teimosos, auto-depreciativos, egoístas ou mesquinhos? Precisamos da fé em Cristo para receber esta transformação. Mas isto não será algo passivo, teremos de nos dispor, teremos algum esforço de manter a "máquina ligada" até o teletransporte ser concluído. Abraão manteve sua esperança mesmo contra qualquer esperança por alguns anos. O teletransporte da fé nem sempre é tão imediato, mas é efetivo. Quero que o Senhor atue em mim? Então preciso me manter "energizado" pela fé, firme, me deixando moldar e ser preenchido pela Graça e Amor de Deus.