Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

O poder da vontade

Imagem
http://cdn.sheknows.com/articles/2011/08/green-lantern-2-ryan-reynolds.jpg

Assisti, ontem, ao filme Lanterna Verde (2011). Minha namorada, que assistia comigo ao filme, logo me disse: "Por que você não posta um texto no Blog sobre isso?". Conversamos sobre alguns aspectos da história do filme e decidi postar. Então, aqui vai.

Não conhecia direito a história do Lanterna Verde, nem de uma de suas versões: Hal Jordan. Soube, por amigos, algumas coisas sobre esse super-herói e como ele já teve sua história recontada inúmeras vezes nos quadrinhos.

O que mais me chamou a atenção no filme foi a origem dos super-poderes do Lanterna Verde: a vontade. Na história, seres chamados Guardiões criaram uma forma de utilizar a energia da vontade, que emana de todos os seres vivos do universo, para usar como arma contra a injustiça. A vontade seria a força mais poderosa do universo, capaz de destruir qualquer ameaça. Esses Guardiões dividiram o universo em setores e, para cada setor, a Vontade

O caminho do Gato de Cheshire

Imagem
Um dos momentos mais interessantes de Alice no país das maravilhas, de Lewis Carrol, é quando Alice encontra o Gato de Cheshire e pede a ajuda dele para sair de onde estava:
 “Gatinho de Cheshire”, começou, bem timidamente, pois não tinha certeza se ele gostaria de ser chamado assim: entretando ele apenas sorriu um pouco mais. “Acho que ele gostou”, pensou Alice, e continuou. “O senhor poderia me dizer, por favor, qual o caminho que devo tomar para sair daqui?”
          “Isso depende muito de para onde você quer ir”, respondeu o Gato.
         “Não me importo muito para onde...”, retrucou Alice.
         “Então não importa o caminho que você escolha”, disse o Gato.
          “...contanto que dê em algum lugar”, Alice completou.
          “Oh, você pode ter certeza que vai chegar”, disse o Gato, “se você caminhar bastante.”
          (Lewis Carrol, Alice no país das maravilhas)
Chama minha atenção a sabedoria simples e prática do gato. Alice, em sua inquietação, pede por uma ajuda que sequ…