Invista em suas paixões

http://cdn.cubeme.com/blog/wp-content/uploads/2006/06/Hugh_Holland%20jesus%20save.jpg

Inicia-se um novo ano e, como sempre, temos aquelas ideias e inquietações sobre o que vamos fazer, que planos vamos realizar, que projetos merecem mais nossa atenção. De uma forma ou de outra, sempre ficamos com uma ideia de recomeço. Isso, ao meu ver, é muito bom, porque podemos nos reavaliar com base no ano anterior e assim pensar o que devemos mudar em nossas vidas.

É natural que os planos, sonhos e velhas paixões venham a tona e ocupem nossas mentes. Paixões e sonhos que, muitas vezes, estavam guardados ou esperando um melhor momento para que pudéssemos dar vazão a eles. Particularmente, neste novo ano, tenho pensado muito em investir nos meus sonhos e paixões guardados. Independente daquilo que venha a fazer (doutorado, concursos públicos, etc.), quero dedicar tempo e atenção às minhas paixões que estavam a muito tempo "de molho".

Não tenho muitas paixões, mas as que tive e tenho são fortes e sei o quanto me é prazeroso desfrutar delas e cultivá-las. Quem já se apaixonou sabe o quanto a paixão é envolvente e cheia de energia (falo paixão não apenas em relação a uma pessoa, mas em relação a gostos pessoais também, como a paixão por livros, por música, por um esporte ou por sua profissão). A paixão é como uma explosão, uma bateria novinha que mal precisa ser carregada, um impulso ladeira abaixo.

Acho que Deus colocou a paixão no ser humano com um propósito. Acredito que a paixão não deve ser vista apenas naquela velha concepção de algo efêmero, passageiro e pouco confiável. Já pensei muito assim. No entanto, vemos que a paixão pode ser o estopim para grandes amores. A paixão é natural e espontânea e com o tempo pode acabar, mas, se cultivada com carinho, pode se transformar em um caso de amor maravilhoso, que durará a vida inteira.

Convido você a cultivar sua paixão neste ano. Investir tempo em seus sonhos que já estão empoeirados por estarem guardados a tanto tempo. Aqueles prazeres bobos ou singelos que trazem um sorriso ao seu rosto só de lembrá-los. Acredito que Deus usa nossos gostos pessoais para o cumprimento da vontade dEle também. Ou você acha que seus gostos pessoais, por mais corriqueiros e comuns que sejam, não fazem parte daquilo que o torna tão especial e único para Deus? Suas paixões e sonhos também fazem parte daquilo que Deus pensou para você, daquilo que o torna único no corpo de Cristo.

Por isso, acredito que nossas paixões, interesses pessoais, sonhos e desejos podem servir, além do nosso prazer, para a glória de Deus, como está escrito: "Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus (1 Co. 10:31)". E nesse sentido, qualquer projeto ou plano que traçamos para este ano deve ter essa meta.

Quando nos apaixonamos realizamos as coisas por prazer, com entusiasmo, sem medir esforços. É esse tipo de atitude que faz diferença no mundo. Como cristãos, nossas paixões e interesses pessoais também podem servir para glorificar o nome de Deus. Por isso, repito: invista em suas paixões; cultive suas paixões de forma que elas não sejam apenas prazerosas para você, mas que possam trazer um sorriso ao rosto de Deus, vendo o nome dEle ser glorificado em cada ato e palavra de seus filhos.







Um comentário:

  1. Que inspirador, Wesslen! Você tem toda razão acerca das paixões que possuímos serem também uma forma de produzirmos algo ou agirmos de maneira que glorifique a Deus! Ele nos faz de modo singular e espera que utilizemos todas as capacidades, desejos e paixões que Ele nos deu para o seu Reino! Que possamos nos animar nesse início de ano, assim como você, e não deixar que os obstáculos nos impeçam de realizar nossos sonhos antigos nem de continuar sonhando outros sonhos! Deus nos abençoe em tudo o que fizermos e nos ajude a sermos felizes através da concretização das nossas paixões reais e sinceras! Amém!

    ResponderExcluir