NÃO OLHE PARA TRÁS!



Dizem que é bem melhor ouvir uma frase afirmativa do que uma frase negativa. Desse modo teríamos o seguinte título: Olhe para a frente! Mas que diferença de sentido essas frases realmente produzem? Há quem diga que o “não” aguça o desejo pelo proibido, enquanto a afirmação positiva impulsiona ao cumprimento da indicação direta, mesmo que ela significa uma proibição. Por exemplo, “amar ao próximo” implica dialeticamente à negativa “não odeie o próximo”. Acredito que há questões filosóficas e até linguísticas que estenderiam essa discussão com embasamento mais profundo. Entretanto, a minha reflexão, embora tome esse ponto de partida, não se fixa nesse problema. O que eu quero pensar mesmo é sobre como facilmente desviamos nosso olhar daquilo que realmente importa! Já percebeu que fazemos isso o tempo todo? Nas coisas mais simples. Vejamos, quando estamos trabalhando, reclamamos porque o trabalho é difícil e o salário é baixo, esquecendo-nos de agradecer pelo trabalho e pelo salário que garante de alguma maneira nosso sustento. Ao invés de olharmos para o dia pesaroso de trabalho, deveríamos olhar para o dia de amanhã, que pode ser diferente, basta termos fé e investirmos num novo trabalho, ou numa qualificação maior para subir de cargo, em suma, uma atitude diferente.
Pois é, deixamos de ver o que está bem à nossa frente para nos prender em coisas que nos arrastam para trás. E agindo assim, nos apegamos a objetivos e sonhos já frustrados, porque nos fazem ficar acomodados e inertes. Assim como aconteceu com a mulher de Ló, que ao olhar para trás se tornou uma estátua de sal, paralisada e sem consistência, sem esperança, sem vida!
Esse fato me lembra de um mito – a história de amor de Orfeu e Eurídice. Orfeu perdeu a sua amada e teve a chance de ir buscá-la no Hades. Tinha apenas que cumprir a condição de não olhar para trás para ver se sua mulher estava mesmo lhe seguindo até a saída do Hades. Mas no finalzinho do caminho, ele dá uma espiadinha e vê sua mulher se tornar novamente um espectro e ser levada de volta ao Hades. Que tristeza! Perder a amada duas vezes porque não conseguiu seguir em frente, olhar para frente, se desapegar do medo de perdê-la outra vez! Precisamos deixar para trás o que ficou para trás e seguir olhando firmemente para Cristo, pois Ele nos aponta a direção certa e não precisamos nos apegar a nada mais do que a nossa fé nEle! Não devemos nos conformar com a vida neste mundo, não devemos nos moldar ao jeito de viver deste mundo, nos apegando às coisas passageiras deste mundo; mas devemos olhar para Cristo e não olhar para trás, para a nossa vida antes de Cristo, quando éramos murmuradores, egoístas e sem amor. Deus quer que olhemos para as coisas espirituais com os olhos da fé, e não para as coisas materiais, ainda que elas pareçam boas como alguém que amamos ou uma vida confortável sem muitas responsabilidades. Nada deve ser mais importante para nós do que olhar para Cristo!
Não deixemos que um simples “não” nos impeça de enxergar o grande “SIM” que Deus nos promete: Sim, você estará comigo no Reino dos Céus!

2 comentários:

  1. Priscila,

    Que texto maravilhoso! Como é importante nos manter sempre olhando na direção certa: Cristo!

    Tenho estado muito desanimado com meu trabalho e, até mesmo, com meus estudos. Parece que os esforços não surtem efeito e que sempre temos mais problemas que possibilidades. Quero mudar minha forma de pensar e ver nos problemas possibilidades de mudança, de melhorias, de novas conquistas. Quero ser grato a Deus por tudo que Ele já fez e tem feito em minha vida. Quero deixar de lado minhas fraquezas e limitações e confiar mais naquele que é o Todo-Poderoso.

    Obrigado pela reflexão! Olhar na direção certa é também caminhar no caminho certo!

    Que o Senhor continue nos ajudando em cada dia de caminhada!

    Beijão!

    ResponderExcluir