Perelandra

http://static1.ciadoslivros.com.br/files/_fotos/produtos/24/578124/578124_ampliada1.jpg

Há algumas semanas, escrevi uma pequena divulgação de livro cristão-nerd chamado Além do planeta silencioso. Agora, com muita felicidade posso escrever sobre o livro que dá sequência a este: Perelandra. Esta semana, tive a imensa alegria de ver no site da WMF Editora (www.wmfmartinsfontes.com.br) o anúncio de lançamento da tradução em português brasileiro desta obra de Mestre Lewis. O segundo livro da trilogia cósmica de C. S. Lewis é, em minha opinião, o melhor dos três que compõem esta incrível trilogia. Apesar do título estranho, que pode levar muitos a entender que se trata de algo muito psicodélico ou com criaturas muito bizarras, recomendo entusiasmadamente a leitura deste livro.

Apesar de se constituir em uma narrativa curta, as discussões realizadas no livro são de uma profundidade incrível. Neste livro, podemos entender alegoricamente o que significou o sacrifício de Cristo na cruz, como se dá a luta contra a tentação ao pecado, que papel podemos (ou não) ter em influenciar as pessoas ao nosso redor a não se deixarem levar pelo mal, qual o sentido e prazer que há na obediência e submissão, etc. É uma narrativa rica em imagens, metáforas e alegorias sobre a luta constante entre carne e espírito no interior do cristão.

Sou suspeitíssimo para escrever sobre Perelandra (acho que meu entusiasmo já transpareceu nas linhas anteriores). Li a edição portuguesa há uns dois ou três anos e confesso que o livro mexeu com minhas vísceras (não estou sendo literal! hahahaha). O ponto que mais me chamou a atenção na estória foi a inquietude de Ransom, personagem principal, sobre o papel que ele deveria ter na salvação ou perdição de Perelandra. Não se preocupem, não farei spoiler, mas a dúvida sobre o que deveria fazer ou qual era a ação mais razoável a desempenhar é algo que rumina na mente de Ransom na maior parte da narrativa. Para dificultar ainda mais a situação dele, ele não havia sido instruído objetivamente sobre que papel teria neste misterioso planeta.

A estória inicia com os preparativos de Ransom para viajar para Perelandra. Desta vez, não se trata de uma viagem acidental, não planejada, mas há um propósito em ação que leva Ransom até lá. No entanto, o que ele deveria realizar no remoto planeta não lhe é revelado, apenas lhe é imputada a tarefa de ir e lhe é informado que sua presença no planeta será crucial para o futuro. Assim, Ransom parte e encara mais uma vez um planeta misterioso e desconhecido, envolve-se em uma verdadeira conspiração cósmica e descobre mais de si mesmo e das forças que regem o universo...

Leitura imperdível para qualquer amante de ficção científica. Leitura obrigatória para qualquer cristão-nerd. Perelandra é uma mistura de literatura maravilhosa com um thriller de suspense capaz de suspender nossa respiração enquanto viramos cada página. Fantásticas descrições de ambientes fora do senso comum que permeia a literatura do gênero. Diálogos carregados de discussões filosóficas sobre a humanidade e seu papel. Composição de leitura simples e sintaxe objetiva. Enfim, leia Perelandra e confronte-se, entre outras coisas, com a luta que domina nosso corpo: carne versus espírito.


Um comentário:

  1. Valeu mano!
    Ótima recomendação. Ainda não li nada do Lewis, mas fica o registro!

    Abraço!
    Graça e Paz!!!

    ResponderExcluir