Uma certeza que não deixa dúvida: Jesus salva!



     Você já se sentiu encurralado, sufocado, perdido, sem saber para onde ir, sem enxergar direito o caminho? Acho que todo mundo uma vez na vida já se sentiu assim. Isso acontece porque o ser humano está submerso em uma nuvem de confusão, como diz o salmista em momento de grande aflição e perseguição: “a confusão cobriu o meu rosto.” Salmos 69:7.
     A confusão que encobre o rosto de Davi é a mesma que encobre o rosto dos cristãos hoje. Pois ainda somos tentados pelas mesmas setas inflamadas do maligno, da nossa própria carne e deste mundo, que nos rodeia e nos assedia com toda a sorte de seduções enganosas. Essa confusão se intensifica quando preferimos olhar atentamente para ela ao invés de fixar os nossos olhos em Cristo! Davi não se deixou tragar pela confusão, mas passou por ela em oração constante e fervorosa, rogando com todas as forças a Deus que o livrasse e derramasse sobre ele a sua misericórdia: “Eu, porém, faço a minha oração a ti, Senhor, num tempo aceitável; ó Deus, ouve-me segundo a grandeza da tua misericórdia, segundo a verdade da tua salvação.” Salmo 69: 13.
     Quando Davi, perseverantemente, ora ao Senhor, ele reconhece duas coisas preciosas que só vêm do nosso Deus: “a verdade da tua salvação”! Dito dessa maneira, temos a verdade como uma qualificação da salvação de Deus, ou seja, a salvação do Senhor é verdadeira. Qualificada assim a salvação de Deus, temos que o próprio Deus é a verdade. Porque não há como ser verdadeira apenas uma parte dEle, ainda mais quando essa parte envolve a humanidade como um todo. De modo que a sua salvação é verdadeira para aqueles que a aceitam, assim como Ele é a verdade que desfaz toda a confusão e que instaura a luz e que abre os nossos olhos e que nos livra da perdição eterna! A verdade da salvação de Deus nos faz enxergar todas as coisas pela sua ótica limpa, santa, perfeita! Nos faz ver a própria Verdade através da sua salvação, isto é, do resgate com o qual Ele nos purifica de todo o pecado e de toda a confusão: o sangue precioso de jesus Cristo! “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.” I João 1:7.
     Um grande escritor cristão concorda com Davi, quando escreve “Acredito no Cristianismo como acredito que o Sol nasceu, não apenas porque eu o vejo, mas porque por meio dele eu vejo todo o resto.” (C.S. Lewis, O peso de glória, p. 134). C.S. Lewis apresenta o Cristianismo como a Verdade – a lente pela qual vemos tudo claramente, sem confusão. A lente pela qual enxergamos pelo sangue de Cristo, pela salvação do nosso Deus! O Cristianismo não é uma religião, um ritual, uma crença mítica, não é um emaranhado de discussões filosóficas que ninguém entende, não é um discurso alienante que procura cegar os seus ouvintes. Nada disso. O Cristianismo é o modo de vida que anda sem tropeçar nas mentiras deste mundo, ou da carne ou de Satanás, porque anda na luz da verdade da salvação de Jesus Cristo, nosso Senhor! 
     “Mas todas as coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta.” Efésios 5:13

Nenhum comentário:

Postar um comentário