Beligerância constante!

Dias atrás eu estava em minha casa, assistindo tv, e tive a sorte de rever um de meus filmes favoritos: Matrix Reloaded. Em um dado momento, o personagem Morpheus diz para seus pares: "Nós estamos em guerra. Nós somos soldados". Não pude evitar de pensar a respeito desta afirmação, e relacioná-la com a situação vivenciada pelos cristãos, uma situação de guerra espiritual.
O apóstolo Paulo escreve: "Pois não temos que lutar contra carne ou sangue, mas contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais."(Ef 6:12).

Existe muito mais a nossa volta do que aquilo que nossos olhos ou sentidos podem perceber. Não me refiro à vida microscópica, ou a parte da natureza que nós não conseguimos ver, mas sim ao mundo espiritual.
A Bíblia revela que Deus possui um inimigo. Não uma força de igual poder, que possa rivalizar com Ele, mas uma de suas criações, que decidiu se rebelar, e por isso foi banido do monte santo de Deus. Satanás fora no passado o querubim ungido, que quis ser semelhante ao altíssimo, estabelecendo seu trono acima das estrelas de Deus. (Ex 28 e Is 14) No estanto, seu plano fracassou, e ele acabou perdendo nome, lugar e posição, virando o diabo, inimigo de Deus.

Apesar do fracasso, em sua rebelião ele conseguiu atrair após si um terço dos anjos (Ap 12:4a), que constituem o que a Bíblia chama de "potestade das trevas"(Cl 1:13).
Jesus Cristo triunfou sobre o diabo e seus anjos, de uma vez por todas, através da obra redentora da cruz (Cl 1:13-20). Na cruz, Jesus pagou o preço do pecado, anulando todo o seu poder. Através do sangue derramado por Jesus, fomos justificados, e o diabo perde seu poder sobre nós, por que perde a legalidade adquirida com o pecado. De modo que a guerra já está vencida, pelo rei dos reis e senhor dos senhores, Jesus Cristo.
Apesar disso, o diabo tenta agir em nossas vidas de diversas formas. A Bíblia diz que ele anda como leão, buscando alguém a quem possa tragar (1Pd 5:8). Ele atua por sugestão, criando situações onde somos tentados, e também usa pessoas que estão sob seu poder. No filme Matrix, as pessoas que ainda não foram libertadas são inimigos em potencial daquelas que estão livres. É assim que acontece. Por isso, Paulo diz que a luta não é contra as pessoas, mas contra quem está por trás delas. Aqueles que ainda não foram lavados pelo sangue de Jesus, por escolha própria, ainda são escravos do pecado, e permanecem sob a influência direta de Satanás. Como na "matrix", quem conhece a verdade tem a opção de ser livre, mas quem não conhece, permanece preso ao engano.
Por isso, nossa guerra é com armas espirituais. Paulo diz: "Por que as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas" (2Co 10:4).
Como cristãos e súditos do reino de Deus somos todos soldados, nesta guerra espiritual. Nossa principal arma é a Palavra de Deus. Outras armas na nossa luta são a oração, a fé, o perdão. O apóstolo Paulo nos diz como vestir a armadura de Deus para estarmos prontos para a luta (Ef 6:13-18).

Esta guerra é constante. O diabo não descansa, e, como disse Jesus, o diabo é o príncipe deste mundo (Jo 16:11). E também, o mundo jaz no maligno (1Jo 5:19).
Porém em Jesus temos vitória. Aqueles que aceitaram Jesus foram lavados por seu sangue, estão livres da condenação e do poder do diabo e passaram da morte para a vida (Jo 5:24).
É uma guerra na qual somos vencedores, apesar das dificuldades; a Bíblia diz que somos "mais que vencedores" (Ro 8:37).
Nas palavras do Senhor Jesus: "No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo" (Jo 16:33).

Graça e Paz!
Que a Força esteja com todos!

3 comentários:

  1. Grande TJ!

    Sim, estamos em estado de guerra!!! E pra todos os que estão de fato na jornada do Caminho, a luta é diária (até contra nossa carne!!).

    Por isso, o segredo está, como diz uma música do fruto Sagrado, em "vigiar e orar". O relacionamento com o Pai é o que nos garante acesso às armas capazes de nos defender e afastar o inimigo de nossas almas.

    Sem o relacionamento, através de Jesus, com Deus, somos como o atleta de Animatrix, que consegue se libertar da ilusão da Matrix por um segundo, mas como ainda está no "casulo" não consegue se desprender. Deus nos retirou do casulo e nos deu todo o poder para manipular a Matrix. Cabe a nós a manutenção da conexão com Ele, por Cristo, para termos acesso a todas as armas.

    Ele já venceu e nos garantiu que venceríamos, então, fiquem firmes!!! This is Sparta!!!

    ResponderExcluir
  2. De fato, estamos em guerra. E também, como já foi mencionado, não se trata de uma guerra de iguais poderes que se rivalizam, antes de uma guerra civil, sendo satanás (que não é um nome próprio, mas, um adjetivo),o líder dessa insurreição. A guerra já está vencida, mas ainda a campos de concentração para destruir, pessoas para libertar,e no final prisioneiros para julgar por seus crimes de guerra. O fim disso tudo vai ser bem interessante. This is Mandalore!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Fantástico TJ!! Paulo diz que a fé vem pelo ouvir, ouvir a palavra de Deus. Não pelo ver, mas pelo ouvir. É assim que lhe damos com essa guerra, e você deu grande contribuição. That's all folks!!!

    ResponderExcluir