O valor do relacionamento

Quero compartilhar um momento, dentre vários, em que foi arrancado de minhas mãos um controle de vídeo game e posto uma bíblia no lugar.

Antes, é necessário contextualizá-lo no mundo em que a história se desenrola. Como visto nas imagens, o mundo é o do Mega Man, do qual me limitarei a duas fazes: a faze inicial e a X.

Mega Man


Mega Man era um robô doméstico, o primeiro com a capacidade de tomar decisões por conta própria, criado pelo cientista Thomas Light, o qual, conjuntamente com o cientista Albert Willy, desenvolvia projetos com robótica para o auxílio da humanidade. O contexto é muito simples: o doutor Willy ficou obcecado com o poder que os robôs representavam e tentou usá-los para o controle mundial. Vendo tal situação, Mega Man ofereceu-se para ser convertido em um robô combatente, e assim desenrolou-se a série inicial.


Mega Man X

Devido a algum acontecimento ainda não revelado, o status quo modificou-se, todos os personagens morreram e, tecnologicamente, a humanidade teve que recomeçar. Um cientista chamado Cain descobriu os escombros do que havia sido o laboratório do doutor Light e localizou uma câmara de suspensão contendo algo que só deveria ser reanimado 30 anos a frente daquela data. Após o tempo proposto a câmara foi aberta e Mega Man foi reanimado, agora chamado de Mega Man X. Sem lembranças do seu passado, com liberdade para tomar suas próprias decisões, e com um único imperativo interior: não deveria machucar humanos( veja o post “As três leis”, do frater Mazkir, para melhor entendimento deste imperativo).

A partir do Mega Man X, o doutor Cain produziu outros robôs para ajudar a humanidade em seu desenvolvimento, exceto o robô conhecido como “zero”, que também foi encontrado numa cápsula de suspensão, mas do qual não se sabia nada, a não ser possuir o mesmo imperativo que o Maga Man X guiando suas decisões.

O conflito aqui se deu devido a um vírus, de origem desconhecida, que infectou um robô cientista chamado Sigma, o qual iniciou uma revolução dos robôs contra os humanos pelo controle da humanidade. Estes rebeldes ficaram conhecidos como “Mavericks” e os fieis a humanidade “Reploids”. A história desenrola-se de tal modo a gerar duas sérias consecutivas a esta, as quais não comentarei, pois seu entendimento não é necessário para a compreensão do que desejo compartilhar.

O Diálogo

O que gerou este post foi o seguinte diálogo, que ocorre no jogo Mega Man X2, entre três Mavericks, enquanto observavam um holograma exibindo o Mega Man X:

Serges: Este é o líder deles. Seu nome é Mega Man X.
Violen:
Aqueles que o subestimaram, agora não passam de ferro-velho.

Agile:
Nós não cometeremos o mesmo erro. Ele é poderoso, mas ele é cego em relação ao que ocorre ao seu redor.

Após ver isso, o seguinte versículo ecoou em minha mente: “Errais em não conhecer as escrituras nem o poder de Deus” Mt 22:29 A partir de agora compartilho o fruto de minha meditação na bíblia, unido ao conhecimento que tenho da história do Mega Man.

Mega Man: um ser em harmonia com seu criador

Se você acompanhar a séria Mega Man, verá que, no primeiro, este é um robô muito simples, escasso em recursos, mas que nos últimos da série, está bem complexo, aprimorado. Este aprimoramento dá-se do choque entre as dificuldades apresentadas pelos planos do Dr Willy e a reflexão conjunta entre Mega Man e seu criador sobre como resolver a situação. Dr Light conhece sua criatura, suas potencialidades e limitações; seu tempo de desenvolvimento, seu estado interior.

Quando o Mega planeja alguma ação arriscada, ele pode perguntar a opinião de seu criador, que sabe se sua estrutura suportará tal ação ou não. Esse relacionamento criou um ser otimista, alegre, bem humorado, sem crises existenciais, pois ele sabe quem o criou, porque existe, o que deve fazer, qual a razão deste imperativo que influencia na sua tomada de decisões. Ele tem vários amigos, e, embora enfrente grandes dificuldades, seu estado interior final é sempre melhor que o inicial.


Mega Man X: um ser em desarmonia com seu criador

É importante salientar que a diferença entre os desenhos do Mega Man nas diferentes séries não se dá pelo aprimoramento da técnica, ou porque um é mais velho, ou mais “maduro”, do que o outro, mas, creio eu, pelas causas que apresentarei agora.

Mega Man X é um ser que, embora possa tomar suas próprias decisões, age movido pelo seu imperativo interior, do qual não sabe a origem ou porque deve obedecê-lo. O Dr Cain é uma ajuda essencial, mas como não conhece a profundidade da estrutura do X, tem deficiência em ajudá-lo na utilização de seu pleno potencial, e, o que é mais importante, na compreensão das características que formam o seu ser. Tem como único amigo o Reploid Zero, que também tem um passado desconhecido e sofre de crises existenciais tão fortes como as do X, pois este não tem a menor pista das origens da sua existências.

Ao final de cada jogo, o X surge levantando questões como: Valeu apena esta luta?Valeu apena tanta destruição? Esta guerra tem uma causa justa?
Qual será o meu real papel neste contexto? Conseguirei descobrir até o fim desta jornada? Ele é sempre sério, pensamentos centrados na batalha, a qual não sabe bem porque luta, e, o que para mim é o mais grave, seu estado interior é sempre pior depois de cada batalha do que era quando iniciou-a, mais dúvidas, incertezas e tristezas.

Que tipo de relacionamento é o proposto por Jesus?

- Tendo por certo isto mesmo: que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao Dia de Jesus Cristo. Fp 1:6 Jesus quer que você cresça mais a cada dia e quer participar deste crescimento;

- Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó. Sl 103:14 Ele te conhece extremamente bem, pode lhe ajudar a desenvolver suas potencialidades e a minimizar suas dificuldades;

- Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará. Sl 1: 3 Ele conhece o seu tempo de desenvolvimento. Os homens podem exigir de você de um modo sufocante, mas ele nunca exige além do necessário para a manutenção de um crescimento firme e saudável;

- Melhor é o fim das coisas do que o princípio delas. Ec 7:8 Jesus deseja que o teu final sempre seja melhor que o teu começo;

- O coração do homem considera o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos. Pv 16:9 Jesus está sempre disposto a discutir com você se sua estrutura suporta ou não determinado caminho;

- Tudo fez Deus formoso no seu devido tempo; também pôs a eternidade no coração do homem. Ec 3:11 Há um imperativo dentro do ser humano: o desejo pela a eternidade. E só um relacionamento com que lhe criou pode lhe fazer entender o porquê deste imperativo;

- Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer. Jo 15:15 Se você buscar um relacionamento com Jesus não terá remorso pelas coisas que faz, ou incerteza sobre se é legítimo fazer o que você faz, pois ele esta disposto a lhe ajudar a compreender os benefícios de segui-lo. Com o relacionamento você não é mais servo, mas amigo.

- Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes, o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Rm 8:32 Ele ama você intensamente, e está disposto a viver uma profunda intimidade com você.

Não vou me alongar neste tópico por serem imensas as propostas de relacionamento que Jesus nos dá, mas te aconselho a buscá-las na escritura sagrada, pois este relacionamento é o motivo da alegria que há em mim.


Antes de fazer um comentário, agradeça a esse pai tão fantástico o privilégio que ele lhe dá, ao propor esse relacionamento, e se você não possui tal relacionamento, incline sua cabeça e peça, ai mesmo na frente deste computador, em casa, na faculdade, trabalho, ou seja lá onde você estiver, e peça a Jesus que entre em seu coração e inicie esse relacionamento com você. É maravilho meu irmão, podes crer. Jesus me conhece tão bem que até quando me divirto (jogo videogame) ele sabe como chamar minha atenção.

Jesus te abençoe
.

5 comentários:

  1. Fantástico Marco!
    Quando comecei a ler, sabia que era seu o post., antes mesmo de ler o nome do autor. Parabens pelo conhecimento da história do Megaman, e sobretudo pelo conhecimento bíblico.

    Gostei muito mesmo!

    Me senti tocado cara!
    Glória a Deus!

    ResponderExcluir
  2. Assim como TJ eu sabia que esse post era seu, possui o seu estilo de escrever. Estou muito emocionado cara! Este post falou muito comigo! Quando nosso relacionamento com Deus está acertado, todas as coisas passam a fazer sentido. Lembro de quando Paulo fala "Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo". Nosso Criador nos fez semelhantes a Ele nos dando o privilégio da livre escolha, mas o melhor de tudo é que também nos deu acesso a sua gloriosa presença e a sua direção que nos guia as decisões corretas. Maravilhoso.

    ResponderExcluir
  3. Gostei e recomendo. Acredito que o muito de meu falar nesse ponto, após esta boa leitura seria por demais demasiado.
    Que o Senhor seja Louvado ainda mais na sua vida, abençoado. Louvado seja o nosso Senhor. ;)

    ResponderExcluir
  4. Muito bom, Marco Polo!

    Acho que você foi muito feliz no exemplo. A relação entre Mega Man e Dr. Light e depois a não relação da criatura com o criador, mostra de forma simples e objetiva porque é importante que o homem busque se relacionar com Deus.

    Como você frisou muito bem, embora Deus seja o Criador, nosso Senhor, nosso Dono, de fato, Ele busca um relacionamento de amor conosco. Não age de forma impositiva, embora seja soberano; não nos obriga a fazer o que deseja, embora seja onipotente.

    O que Deus quer são filhos, não meras criaturas. Se fosse assim, Deus ficaria imensamente feliz e satisfeito apenas com os animais, que fazem e agem de acordo com a natureza e apenas isso.

    Deus está sempre aberto para nos receber e partilhar de seu amor, alegria, paz, sabedoria e poder conosco. Basta apenas que, como bons filhos, nos submetamos ao nosso Pai e façamos sua vontade.

    Parabéns! É maravilhoso quando Deus fala conosco por meio de coisas tão simples e "profanas" como um video game ou um filme. Porque Ele só tem interesse em se relacionar conosco e nos aperfeiçoar ao nível que ele sonhou. Pra isso, Ele é capaz até mesmo de sentar com a gente na frente de um video game.

    ResponderExcluir